• Dublin, Irlanda

    Pacote ideal para estudo e trabalho na Europa

    33 semanas

    Escola: English Studio Dublin

    Parcelas a partir de R$1450

O custo de vida mensal em Dublin está em €830.26 sem aluguel, para uma pessoal solteira e sem filhos.

 

Abaixo fizemos uma lista de gastos do dia-a-dia que são interessantes de saber o valor.

 

ALUGUEL

Apartamento de 1 quarto no centro da cidade: €1200.00 a €1,6200.00

Apartamento de 1 quarto fora do centro da cidade: €900.00 a €1,350.00

Apartamento de 3 quartos no centro da cidade: €2,000.00 a €3,000.00

Apartamento de 3 quartos fora do centro da cidade: €1,5000.00 a €2,500.00

 

UTILIDADES

Básica (eletricidade, saúde, àgua, lixo) para um apartamento de 85m²: €90.00 a €250.00

Internet: €35.00 a €55.00

 

TRANSPORTE

One-way Ticket (Transporte Local): €2.05 a €3.00

Ticket mensal (Preço regular): €100.00 a €140.00

Taxi chamada (tarifa Normal): €3.60 a €4.30

Taxi 1Km (Tarifa Normal): €1.10 a €3.00

 

MERCADO

Leite regular (1 litro): €0.75 a €1.25

Pacote de pão (500g): €0.75 a €2.00

Arroz branco (1kg): €1.00 a €3.00

Ovos (duzia): €2.00 a €3.98

Peito de Frango (1Kg): €5.00 a €10.00

Carne de Gado (1kg): €6.00 €15.00

 

RESTAURANTES

Refeição básica: €11.00 a €20.00

Fastfood combo: €7.00 a €8.95

Água: €1.00 a €2.00

Refrigerante: €1.00 a €2.50

 

Fonte: https://www.numbeo.com/cost-of-living/in/Dublin

O Leap Card é um cartão que concede desconto para o transporte público irlandês, bem como em estabelecimentos. Para adquiri-lo é necessário desembolsar €5; o valor pode parecer um pouco salgado, mas não se preocupe, logo nas primeiras semanas vai compensar o investimento.

 

Ônibus:

Dificilmente se encontrará algum ônibus realmente em mau estado. De modo geral, eles são bem conservados, contam com wifi e, dependendo da companhia, o próprio motorista é o cobrador. Nem toda empresa aceita cédulas de dinheiro, somente moedas, e, se for pago um valor a mais, é emitido um recibo com o troco, que deverá ser ressarcido pelo passageiro na sede da organização.

Muitas paradas contam com placares eletrônicos que informam o tempo que cada ônibus levará para chegar ali. O horário de funcionamento varia conforme o dia da semana e a rota, se tratando das principais cidades, como Cork, Galway ou Dublin. Nelas, as atividades começam bem cedo e se estendem até quase meia noite. Os preços variam conforme o trajeto estabelecido. Um percurso que poderia custar €2 em Dublin cai para apenas €1,50 aos estudantes que portamo Leap Card.

LUAS

Dublin’s Light Rail Tram System é uma espécie de bonde elétrico. Esse serviço exclusivo de Dublin anda na superfície sobre trilhos instalados nas ruas, ao lado de carros e ônibus. Os tickets podem ser comprados em máquinas automáticas na própria estação e o passageiro fará opção pela viagem única, ida e volta, anual etc. Não há catracas nem cobradores nos veículos, ocasionalmente pode aparecer algum fiscal que pedirá para ver a passagem, mas apenas de alguns passageiros. Aqueles que foram pegos sem bilhetes terão que pagar uma multa.

O preço varia conforme a distância percorrida e a zona. Adultos e estudantes com Leap Card vão pagar entre €1.39 até €2.35 fora do horário de pico. O horário de funcionamento nos dias úteis gira em torno de 5h30min até 11h30min, aos sábados de 06h30 até 11h30min e nos domingos e bank hollyday de 07h até 23h30min.

DART

Apesar de levar a capital irlandesa em seu nome, o DART(Dublin Area Rapid Transit) não se limita em trafegar apenas na região de Dublin e está em operação desde 1984. Estes trens realizam viagens municipais e intermunicipais, propiciando um dos modos mais rápidos para se locomover entre diferentes cidades, como Galway, Limerick, Cork e até Belfast. Também oferece um dos meios mais práticos para visitar as praias de Bray ou Malahaide. Os horários de funcionamento, bem como o valor das passagens variam de acordo com o ponto de partida e o destino. Mais informações podem ser consultadas nesse link http://journeyplanner.irishrail.ie/bin/query.exe/en

Através do sistema de balsas é possível viajar de diferentes partes da Irlanda para países próximos da Ilha Esmeralda. O conforto é um dos seus principais diferenciais, já que conta com restaurantes, salas para assistir televisão e até mesmo lojas. Entre os destinos estão País de Gales, Escócia, Inglaterra e França. Financeiramente falando, não é a opção mais viável, sobretudo comparada às companhias de avião de baixo custo. Porém trata-se de uma tranquila travessia em alto mar que vale a pena ser feita pelo menos uma vez durante seu intercâmbio.

Se você pretende alugar um carro na Irlanda não encontrará um processo burocrático demorado e nem caro. Esta opção é muito boa principalmente se você quiser fazer uma viagem com os amigos e desbravar as estradas irlandesas. O valor varia conforme a antecedência com que foi realizada a reserva do carro, que pode ser feita pela internet ou na própria concessionária. Uma dica é consultar o site rentalcars.com, que apresenta a comparação de preços e os modelos disponíveis, bem como outras informações de custo. As únicas exigências para isso é ter entre 21 e 75 anos e possuir a CNH há mais de dois. Outra vantagem é o preço para abastecer, já que a maioria dos automóveis são movidos à diesel, dificilmente você vai pagar muito na hora de reabastecer.

Dublin é uma das capitais europeias com as ruas mais seguras do mundo. Somando isso ao fato de ser uma cidade plana, a adesão à bicicleta é normal. Há a opção para 3 dias com o valor de €5 ou anual, que sai por €25, quando a primeira hora é grátis havendo pequenas cobranças passado esse tempo.

 

A Guinness Storehouse foi construída em 1904 como uma fábrica de cerveja e hoje abriga um moderno museu em homenagem a essa bebida que é tida por muitos como a cara da Irlanda. Um passeio pelos sete andares desta construção que ocupa um quarteirão permite a quem a visite descobrir um pouco mais sobre os principais processos de sua fabricação. O tour pela cervejaria é autoguiado, o que dá a chance ao visitante desbravar o local ao seu tempo, seja se atendo apenas às principais atrações ou parando para ler os cartazes e assistir ao material multimídia. As informações vão desde a história da empresa, comerciais lançados ao longo dos anos, bem como o Guinnes Book, o livro dos Recordes.

Um mapa é distribuído na entrada do museu com os principais idiomas da Europa. É ainda possível fazer download de um arquivo em áudio que passará todas as informações necessárias para curtir o passeio.

O Gravity Bar é a última parada do Guinness Storehouse. Localizado a 46 metros do chão, ele é considerado o bar mais alto de Dublin e por estar rodeado de paredes de vidro propicia uma vista privilegiada da cidade.

O Museu abre sete dias por semana, das 9h30 às 19h. Há um desconto de 30% para adultos que reservarem seu ticket pela internet, €17,50, mesmo valor cobrado para estudantes e maiores de 65 anos e com menos de 17 anos pagam €16.

 

O Phoenix Park é considerado um dos maiores parques fechados da Europa. Inaugurado em 1662, conta atualmente com 700 hectares, tamanho inferior de quando surgiu, mas grande o suficiente para abrigar diversas atrações. Uma delas é o Monumento Wellington, o obelisco mais alto de todo continente europeu, com 62 metros de altura. Aberto diariamente das 09h30 às 17h30min, boa parte dos seus pontos de visitação é gratuito. Uma exceção é o Dublin Zoo, que tem um custo de €17.50 para adultos e €13.00 para crianças. O local foi aberto em 1831, sendo considerado um dos zoológicos mais antigos do mundo, hoje abriga quase 400 animais, alguns ameaçados de extinção.

Sucesso nas redes sociais as fotos com os cervos fora das dependências do Zoo não são raras dentre aqueles que vão até o parque. Estima-se que tenham quase 300 animais da espécie vivendo por lá e quem for até o local pode fazer carinho ou até alimentá-los.


Ainda dentro do Phoenix Park, outra atração é o Áras an Uachtaráin, a Residência do Presidente. O local já pertenceu à Rainha Vitória, da Inglaterra, e é aberto a visitas guiadas aos sábados, sem qualquer custo. Em seus arredores é possível ver a Cruz Papal, ou Papal Cross, com 35 metros de altura, erguida em 29 de setembro de 1979 para a visita do Papa João Paulo II. Na ocasião, o Sumo Pontífice realizou um sermão para mais de 1,25 milhão de pessoas.


Quando se visita Dublin uma coisa é certa, cedo ou tarde o Temple Bar vai aparecer em seu caminho. Trata-se da área mais popular da cidade, repleta de bares e restaurantes e boa parte deles com música ao vivo praticamente todas as noites.

Um dos pontos mais famosos é um pub que leva o mesmo nome da região, The Temple Bar. Não faltam motivos para honrar esse título: seus artistas são escolhidos cuidadosamente, o repertório é composto pelo melhor da música irlandesa e há uma seleção de cervejas artesanais. Foi no estabelecimento que o músico David Browne se consagrou no livro dos recordes ao tocar guitarra ininterruptamente por 114 horas 6 minutos e 30 segundos, do dia 12 à 17 de junho de 2011.


As construções históricas da Europa contam com uma arquitetura única, capaz de atrair multidões em busca de algum registro especial. São prédios que passaram por diferentes períodos, como o medieval e o gótico, e hoje carregam consigo tais características, e em Dublin não é diferente.

A capital irlandesa é casa de várias catedrais, sendo a Catedral da Santíssima Trindade (ou Christ Church Cathedral) a mais famosa delas. Ela foi erguida ainda no século XI e era originalmente uma igreja viking e depois passou a pertencer aos monges. Várias reformas aconteceram ao longo dos anos, tendo a última acontecido em 1984. A cada fim de ano, pessoas se encontram em frente ao local para ouvir as 12 badaladas de seus 19 sinos. O espaço funciona atualmente como museu, contando inclusive com exposições em suas criptas; os preços variam de €6,50 para adulto e €5 para estudantes.

 

 

A energia elétrica na Irlanda é distribuida na tensão de 230 volts e 50HZ.

Assim como no Reino Unido, as tomadas e plugues utilizados são o tipo G.

TRABALHO

Muitos empregos oferecidos em Dublin são voltados ao setor do turismo. Não serão poucas as vezes em que vá encontrar alguém dentre um grupo de amigos que trabalhe num restaurante ou pub. Nesse setor, as opções mais comuns são kitcher porter, staff ou cozinheiro. No caso de hotéis e hostels, as oportunidades vão desde limpeza até atendimento. É importante lembrar que quanto maior o contato com o público, maior a exigência quanto ao domínio da língua inglesa. Trabalhar numa casa de família lhe proporcionará exercitar a língua estrangeira a todo momento, seja nos momentos de tomar conta dos filhos dos empregadores, bem como na convivência direta com eles. Nesse caso, as funções devem ser negociadas antes de firmar acordo, pois podem incluir cozinhar e limpar. É importante ainda combinar bem sobre o horário de trabalho, pois não serão raras as vezes em que vão ser exigidos “live in”, quando a pessoa precisa se mudar para a residência.

Camisas a partir de €2,50 e calças por €8. Acessórios de cozinha, como xícaras personalizadas, por €5. A lista se estende e inclui artigos de cama, mesa e banho, itens para viagem, maquiagem e produtos de limpeza, tudo com baixo custo. São preços como estes que fazem com que a Penneys seja uma sensação entre intercambistas e irlandeses. Com poucos euros é possível sair da loja com a sacola cheia, sem desembolsar quase nada. Uma desvantagem é a qualidade do produto, pois nem todos têm longa vida útil, mas se você busca algo para usar num curto período, é uma boa pedida.

A TK Maxx segue a tendência de oferecer produtos de diferentes segmentos para seus clientes. Em sua loja é possível encontrar roupas, itens domésticos e de decoração. Os produtos do setor de vestuário são atualizados conforme a época do ano, valendo a pena comprá-los quando estiver no meio da estação, quando os preços são mais baixos. A maioria das roupas pertence às coleções anteriores, mas se seu objetivo é encontrar algo mais em conta e com boa qualidade, sairá satisfeito.

Uma das maiores referências de loja de presentes de Dublin, a Carrolls tem produtos para satisfazer até a pessoa mais exigente. A marca se orgulha em pertencer à Ilha Esmeralda e isso se reflete em seus produtos, desde roupas, canecos, chaveiros e acessórios que carregam o nome da Irlanda consigo. É possível comprar camisetas a partir de €10, valor mais alto que outras lojas de vestuário, mas compensa pela qualidade e também pela nostalgia de poder levar consigo um pouco da Irlanda de volta para sua terra.

A Irlanda é frequentemente associada a pubs, com Dublin não é diferente. Referência no quesito de qualidade, o que também chama a atenção é sua quantidade. Com pouco mais de 525 mil habitantes, a capital irlandesa conta com 700 pubs espalhados pelas ruas da cidade, de acordo com uma pesquisa realizada pela Drinks Industry Group of Ireland (DIGI) e publicada no início de 2017.

Dificilmente será cobrada a entrada num pub. Mesmo quando se trata de ocasiões especiais, o ir e vir é liberado e o costume de pular de um bar para o outro nas noites de Dublin é normal. Independente de qual for, uma coisa é certa: não faltará pints e nem música para animar a noite. Uma diferença entre os bares brasileiros e irlandeses é que lá o cliente deve fazer seu pedido no balcão e pagar na hora, pois os garçons não vão até seus clientes.

Na região central de Dublin há uma área chamada Temple Bar, com vários pubs, inclusive um que leva o nome da região, The Temple Bar. Esse estabelecimento é um dos símbolos da cidade, aparecendo até mesmo em cartões postais. É possível, inclusive, acompanhar o movimento de sua faixada pois há uma câmera instalada nas proximidades do prédio que permite ver 24 horas o que acontece nas ruas.

Não só de pubs vive a Irlanda e os teatros espalhados pelas ruas de Dublin são a prova disso. Sendo o país terra natal de vários escritores, como James Joyce, Oscar Wilde e Bram Stoker, é natural que a bagagem da cultura se reflita também nos palcos. The Olympia Theatre é o mais antigo da cidade, construído em 1879, e hoje recebe shows, óperas, concertos e apresentações de ballet. Já se apresentaram bandas como REM e The Strokes e infantis como Alladin e Robin Hood. Já o The New Theatre é mais recente, surgiu em 1997, passou por reforma em 2007 e abriga novos atores, diretores e roteiristas.

A lista de teatros se estende, sendo possível encontrar desde lugares mais modernos, que prezem por produções maiores, até os mais tradicionais. Os preços oscilam conforme o estabelecimento, mas não será nada exorbitante a ponto de privar de uma boa noite de cultura.

Os cinéfilos de plantão que vão atravessar o oceano não precisam se preocupar quanto a ficar desatualizados com os lançamentos. Dublin conta com vários cinemas, com opções para todos os bolsos. Dá mesma forma que no Brasil, a Ilha Esmeralda conta com preços especiais, conforme o dia da semana e o horário da sessão. O Odeon, por exemplo, cobra €5 nas quarta-feiras e €8,50 para adultos e €7,95 para estudantes nos outros dias, além de €12 nas sessões noturnas. O Cineworld é uma das grandes referências do país, sendo um dos maiores da capital. O preço é mais caro e dificilmente alguém vá assistir pagando menos do que €8,60 em dias de semana ou €10 para estudantes nos finais de semana.

Há diferentes programas para atrair clientes, que varia de acordo com cada estabelecimento, desde desconto especial para quem compra online, como também cartão fidelidade. Esse cartão permite ao usuário assistir filmes quantas vezes quiser no mês, com uma mensalidade de €20.

A capital da Irlanda tem sido um dos destinos mais procurados por estudantes. Mesmo sendo a maior cidade do país, ela mantém todo o clima de cidade pequena, mas possui tudo que as grandes metrópoles oferecem: muitos shoppings, restaurantes, galerias de arte, lojas, parques, teatros, cafés, museus e os famosos pubs irlandeses.

Dublin é uma cidade vibrante e jovem, onde muitas culturas se encontram, enriquecendo ainda mais o lugar. Além de estudar Inglês, você pode trabalhar, aproveitando para dar aquela ajuda nos seus custos.

E para quem está a procura de diversão, a capital da Irlanda tem a região chamada The Temple Bar, que abriga a maior concentração de pubs do país, e na maioria a entrada é free, e sempre tocando uma boa música ao vivo.

Informações gerais:

A capital irlandesa está localizada na província de Leinster e conta com uma população de cerca de 2.105 milhões de habitantes. Por ser reduto de estudantes e imigrantes de todos o lugares do mundo, é uma das 30 cidades mais globalizadas do mundo.

Dublin possui um clima temperado marítimo, caracterizado por invernos suaves e verões frios. A temperatura média máxima no inverno é de 8ºC e no verão chega aos 19ºC.

O principal meio de transporte público da cidade é o ônibus. São mais de 950 ônibus circulando por toda cidade, em mais de 140 rotas. O valor da passagem depende do percurso a ser percorrido.

O custo de vida mensal em Dublin está em €830.26 sem aluguel, para uma pessoal solteira e sem filhos.

 

Abaixo fizemos uma lista de gastos do dia-a-dia que são interessantes de saber o valor.

 

ALUGUEL

Apartamento de 1 quarto no centro da cidade: €1200.00 a €1,6200.00

Apartamento de 1 quarto fora do centro da cidade: €900.00 a €1,350.00

Apartamento de 3 quartos no centro da cidade: €2,000.00 a €3,000.00

Apartamento de 3 quartos fora do centro da cidade: €1,5000.00 a €2,500.00

 

UTILIDADES

Básica (eletricidade, saúde, àgua, lixo) para um apartamento de 85m²: €90.00 a €250.00

Internet: €35.00 a €55.00

 

TRANSPORTE

One-way Ticket (Transporte Local): €2.05 a €3.00

Ticket mensal (Preço regular): €100.00 a €140.00

Taxi chamada (tarifa Normal): €3.60 a €4.30

Taxi 1Km (Tarifa Normal): €1.10 a €3.00

 

MERCADO

Leite regular (1 litro): €0.75 a €1.25

Pacote de pão (500g): €0.75 a €2.00

Arroz branco (1kg): €1.00 a €3.00

Ovos (duzia): €2.00 a €3.98

Peito de Frango (1Kg): €5.00 a €10.00

Carne de Gado (1kg): €6.00 €15.00

 

RESTAURANTES

Refeição básica: €11.00 a €20.00

Fastfood combo: €7.00 a €8.95

Água: €1.00 a €2.00

Refrigerante: €1.00 a €2.50

 

Fonte: https://www.numbeo.com/cost-of-living/in/Dublin

O Leap Card é um cartão que concede desconto para o transporte público irlandês, bem como em estabelecimentos. Para adquiri-lo é necessário desembolsar €5; o valor pode parecer um pouco salgado, mas não se preocupe, logo nas primeiras semanas vai compensar o investimento.

 

Ônibus:

Dificilmente se encontrará algum ônibus realmente em mau estado. De modo geral, eles são bem conservados, contam com wifi e, dependendo da companhia, o próprio motorista é o cobrador. Nem toda empresa aceita cédulas de dinheiro, somente moedas, e, se for pago um valor a mais, é emitido um recibo com o troco, que deverá ser ressarcido pelo passageiro na sede da organização.

Muitas paradas contam com placares eletrônicos que informam o tempo que cada ônibus levará para chegar ali. O horário de funcionamento varia conforme o dia da semana e a rota, se tratando das principais cidades, como Cork, Galway ou Dublin. Nelas, as atividades começam bem cedo e se estendem até quase meia noite. Os preços variam conforme o trajeto estabelecido. Um percurso que poderia custar €2 em Dublin cai para apenas €1,50 aos estudantes que portamo Leap Card.

LUAS

Dublin’s Light Rail Tram System é uma espécie de bonde elétrico. Esse serviço exclusivo de Dublin anda na superfície sobre trilhos instalados nas ruas, ao lado de carros e ônibus. Os tickets podem ser comprados em máquinas automáticas na própria estação e o passageiro fará opção pela viagem única, ida e volta, anual etc. Não há catracas nem cobradores nos veículos, ocasionalmente pode aparecer algum fiscal que pedirá para ver a passagem, mas apenas de alguns passageiros. Aqueles que foram pegos sem bilhetes terão que pagar uma multa.

O preço varia conforme a distância percorrida e a zona. Adultos e estudantes com Leap Card vão pagar entre €1.39 até €2.35 fora do horário de pico. O horário de funcionamento nos dias úteis gira em torno de 5h30min até 11h30min, aos sábados de 06h30 até 11h30min e nos domingos e bank hollyday de 07h até 23h30min.

DART

Apesar de levar a capital irlandesa em seu nome, o DART(Dublin Area Rapid Transit) não se limita em trafegar apenas na região de Dublin e está em operação desde 1984. Estes trens realizam viagens municipais e intermunicipais, propiciando um dos modos mais rápidos para se locomover entre diferentes cidades, como Galway, Limerick, Cork e até Belfast. Também oferece um dos meios mais práticos para visitar as praias de Bray ou Malahaide. Os horários de funcionamento, bem como o valor das passagens variam de acordo com o ponto de partida e o destino. Mais informações podem ser consultadas nesse link http://journeyplanner.irishrail.ie/bin/query.exe/en

Através do sistema de balsas é possível viajar de diferentes partes da Irlanda para países próximos da Ilha Esmeralda. O conforto é um dos seus principais diferenciais, já que conta com restaurantes, salas para assistir televisão e até mesmo lojas. Entre os destinos estão País de Gales, Escócia, Inglaterra e França. Financeiramente falando, não é a opção mais viável, sobretudo comparada às companhias de avião de baixo custo. Porém trata-se de uma tranquila travessia em alto mar que vale a pena ser feita pelo menos uma vez durante seu intercâmbio.

Se você pretende alugar um carro na Irlanda não encontrará um processo burocrático demorado e nem caro. Esta opção é muito boa principalmente se você quiser fazer uma viagem com os amigos e desbravar as estradas irlandesas. O valor varia conforme a antecedência com que foi realizada a reserva do carro, que pode ser feita pela internet ou na própria concessionária. Uma dica é consultar o site rentalcars.com, que apresenta a comparação de preços e os modelos disponíveis, bem como outras informações de custo. As únicas exigências para isso é ter entre 21 e 75 anos e possuir a CNH há mais de dois. Outra vantagem é o preço para abastecer, já que a maioria dos automóveis são movidos à diesel, dificilmente você vai pagar muito na hora de reabastecer.

Dublin é uma das capitais europeias com as ruas mais seguras do mundo. Somando isso ao fato de ser uma cidade plana, a adesão à bicicleta é normal. Há a opção para 3 dias com o valor de €5 ou anual, que sai por €25, quando a primeira hora é grátis havendo pequenas cobranças passado esse tempo.

 

A Guinness Storehouse foi construída em 1904 como uma fábrica de cerveja e hoje abriga um moderno museu em homenagem a essa bebida que é tida por muitos como a cara da Irlanda. Um passeio pelos sete andares desta construção que ocupa um quarteirão permite a quem a visite descobrir um pouco mais sobre os principais processos de sua fabricação. O tour pela cervejaria é autoguiado, o que dá a chance ao visitante desbravar o local ao seu tempo, seja se atendo apenas às principais atrações ou parando para ler os cartazes e assistir ao material multimídia. As informações vão desde a história da empresa, comerciais lançados ao longo dos anos, bem como o Guinnes Book, o livro dos Recordes.

Um mapa é distribuído na entrada do museu com os principais idiomas da Europa. É ainda possível fazer download de um arquivo em áudio que passará todas as informações necessárias para curtir o passeio.

O Gravity Bar é a última parada do Guinness Storehouse. Localizado a 46 metros do chão, ele é considerado o bar mais alto de Dublin e por estar rodeado de paredes de vidro propicia uma vista privilegiada da cidade.

O Museu abre sete dias por semana, das 9h30 às 19h. Há um desconto de 30% para adultos que reservarem seu ticket pela internet, €17,50, mesmo valor cobrado para estudantes e maiores de 65 anos e com menos de 17 anos pagam €16.

 

O Phoenix Park é considerado um dos maiores parques fechados da Europa. Inaugurado em 1662, conta atualmente com 700 hectares, tamanho inferior de quando surgiu, mas grande o suficiente para abrigar diversas atrações. Uma delas é o Monumento Wellington, o obelisco mais alto de todo continente europeu, com 62 metros de altura. Aberto diariamente das 09h30 às 17h30min, boa parte dos seus pontos de visitação é gratuito. Uma exceção é o Dublin Zoo, que tem um custo de €17.50 para adultos e €13.00 para crianças. O local foi aberto em 1831, sendo considerado um dos zoológicos mais antigos do mundo, hoje abriga quase 400 animais, alguns ameaçados de extinção.

Sucesso nas redes sociais as fotos com os cervos fora das dependências do Zoo não são raras dentre aqueles que vão até o parque. Estima-se que tenham quase 300 animais da espécie vivendo por lá e quem for até o local pode fazer carinho ou até alimentá-los.


Ainda dentro do Phoenix Park, outra atração é o Áras an Uachtaráin, a Residência do Presidente. O local já pertenceu à Rainha Vitória, da Inglaterra, e é aberto a visitas guiadas aos sábados, sem qualquer custo. Em seus arredores é possível ver a Cruz Papal, ou Papal Cross, com 35 metros de altura, erguida em 29 de setembro de 1979 para a visita do Papa João Paulo II. Na ocasião, o Sumo Pontífice realizou um sermão para mais de 1,25 milhão de pessoas.


Quando se visita Dublin uma coisa é certa, cedo ou tarde o Temple Bar vai aparecer em seu caminho. Trata-se da área mais popular da cidade, repleta de bares e restaurantes e boa parte deles com música ao vivo praticamente todas as noites.

Um dos pontos mais famosos é um pub que leva o mesmo nome da região, The Temple Bar. Não faltam motivos para honrar esse título: seus artistas são escolhidos cuidadosamente, o repertório é composto pelo melhor da música irlandesa e há uma seleção de cervejas artesanais. Foi no estabelecimento que o músico David Browne se consagrou no livro dos recordes ao tocar guitarra ininterruptamente por 114 horas 6 minutos e 30 segundos, do dia 12 à 17 de junho de 2011.


As construções históricas da Europa contam com uma arquitetura única, capaz de atrair multidões em busca de algum registro especial. São prédios que passaram por diferentes períodos, como o medieval e o gótico, e hoje carregam consigo tais características, e em Dublin não é diferente.

A capital irlandesa é casa de várias catedrais, sendo a Catedral da Santíssima Trindade (ou Christ Church Cathedral) a mais famosa delas. Ela foi erguida ainda no século XI e era originalmente uma igreja viking e depois passou a pertencer aos monges. Várias reformas aconteceram ao longo dos anos, tendo a última acontecido em 1984. A cada fim de ano, pessoas se encontram em frente ao local para ouvir as 12 badaladas de seus 19 sinos. O espaço funciona atualmente como museu, contando inclusive com exposições em suas criptas; os preços variam de €6,50 para adulto e €5 para estudantes.

 

 

A energia elétrica na Irlanda é distribuida na tensão de 230 volts e 50HZ.

Assim como no Reino Unido, as tomadas e plugues utilizados são o tipo G.

TRABALHO

Muitos empregos oferecidos em Dublin são voltados ao setor do turismo. Não serão poucas as vezes em que vá encontrar alguém dentre um grupo de amigos que trabalhe num restaurante ou pub. Nesse setor, as opções mais comuns são kitcher porter, staff ou cozinheiro. No caso de hotéis e hostels, as oportunidades vão desde limpeza até atendimento. É importante lembrar que quanto maior o contato com o público, maior a exigência quanto ao domínio da língua inglesa. Trabalhar numa casa de família lhe proporcionará exercitar a língua estrangeira a todo momento, seja nos momentos de tomar conta dos filhos dos empregadores, bem como na convivência direta com eles. Nesse caso, as funções devem ser negociadas antes de firmar acordo, pois podem incluir cozinhar e limpar. É importante ainda combinar bem sobre o horário de trabalho, pois não serão raras as vezes em que vão ser exigidos “live in”, quando a pessoa precisa se mudar para a residência.

Camisas a partir de €2,50 e calças por €8. Acessórios de cozinha, como xícaras personalizadas, por €5. A lista se estende e inclui artigos de cama, mesa e banho, itens para viagem, maquiagem e produtos de limpeza, tudo com baixo custo. São preços como estes que fazem com que a Penneys seja uma sensação entre intercambistas e irlandeses. Com poucos euros é possível sair da loja com a sacola cheia, sem desembolsar quase nada. Uma desvantagem é a qualidade do produto, pois nem todos têm longa vida útil, mas se você busca algo para usar num curto período, é uma boa pedida.

A TK Maxx segue a tendência de oferecer produtos de diferentes segmentos para seus clientes. Em sua loja é possível encontrar roupas, itens domésticos e de decoração. Os produtos do setor de vestuário são atualizados conforme a época do ano, valendo a pena comprá-los quando estiver no meio da estação, quando os preços são mais baixos. A maioria das roupas pertence às coleções anteriores, mas se seu objetivo é encontrar algo mais em conta e com boa qualidade, sairá satisfeito.

Uma das maiores referências de loja de presentes de Dublin, a Carrolls tem produtos para satisfazer até a pessoa mais exigente. A marca se orgulha em pertencer à Ilha Esmeralda e isso se reflete em seus produtos, desde roupas, canecos, chaveiros e acessórios que carregam o nome da Irlanda consigo. É possível comprar camisetas a partir de €10, valor mais alto que outras lojas de vestuário, mas compensa pela qualidade e também pela nostalgia de poder levar consigo um pouco da Irlanda de volta para sua terra.

A Irlanda é frequentemente associada a pubs, com Dublin não é diferente. Referência no quesito de qualidade, o que também chama a atenção é sua quantidade. Com pouco mais de 525 mil habitantes, a capital irlandesa conta com 700 pubs espalhados pelas ruas da cidade, de acordo com uma pesquisa realizada pela Drinks Industry Group of Ireland (DIGI) e publicada no início de 2017.

Dificilmente será cobrada a entrada num pub. Mesmo quando se trata de ocasiões especiais, o ir e vir é liberado e o costume de pular de um bar para o outro nas noites de Dublin é normal. Independente de qual for, uma coisa é certa: não faltará pints e nem música para animar a noite. Uma diferença entre os bares brasileiros e irlandeses é que lá o cliente deve fazer seu pedido no balcão e pagar na hora, pois os garçons não vão até seus clientes.

Na região central de Dublin há uma área chamada Temple Bar, com vários pubs, inclusive um que leva o nome da região, The Temple Bar. Esse estabelecimento é um dos símbolos da cidade, aparecendo até mesmo em cartões postais. É possível, inclusive, acompanhar o movimento de sua faixada pois há uma câmera instalada nas proximidades do prédio que permite ver 24 horas o que acontece nas ruas.

Não só de pubs vive a Irlanda e os teatros espalhados pelas ruas de Dublin são a prova disso. Sendo o país terra natal de vários escritores, como James Joyce, Oscar Wilde e Bram Stoker, é natural que a bagagem da cultura se reflita também nos palcos. The Olympia Theatre é o mais antigo da cidade, construído em 1879, e hoje recebe shows, óperas, concertos e apresentações de ballet. Já se apresentaram bandas como REM e The Strokes e infantis como Alladin e Robin Hood. Já o The New Theatre é mais recente, surgiu em 1997, passou por reforma em 2007 e abriga novos atores, diretores e roteiristas.

A lista de teatros se estende, sendo possível encontrar desde lugares mais modernos, que prezem por produções maiores, até os mais tradicionais. Os preços oscilam conforme o estabelecimento, mas não será nada exorbitante a ponto de privar de uma boa noite de cultura.

Os cinéfilos de plantão que vão atravessar o oceano não precisam se preocupar quanto a ficar desatualizados com os lançamentos. Dublin conta com vários cinemas, com opções para todos os bolsos. Dá mesma forma que no Brasil, a Ilha Esmeralda conta com preços especiais, conforme o dia da semana e o horário da sessão. O Odeon, por exemplo, cobra €5 nas quarta-feiras e €8,50 para adultos e €7,95 para estudantes nos outros dias, além de €12 nas sessões noturnas. O Cineworld é uma das grandes referências do país, sendo um dos maiores da capital. O preço é mais caro e dificilmente alguém vá assistir pagando menos do que €8,60 em dias de semana ou €10 para estudantes nos finais de semana.

Há diferentes programas para atrair clientes, que varia de acordo com cada estabelecimento, desde desconto especial para quem compra online, como também cartão fidelidade. Esse cartão permite ao usuário assistir filmes quantas vezes quiser no mês, com uma mensalidade de €20.

Hora

Temperatura

+19
°
C
H: +19°
L: +17°
Dublin
Quarta-Feira, 16 Agosto
Ver Previsão de 7 Dias
Qui Sex Sáb Dom Seg Ter
+18° +15° +16° +15° +17° +17°
+14° +13° +13° +13° +15° +15°
Receber promoções por e-mail


Política de privacidade
'