Depoimento Douglas Rosa

25/03/2020

A experiência de intercâmbio, de vivenciar o aprendizado em outra cultura, é uma experiência que possibilita o desenvolvimento pessoal em vários níveis. O investimento feito é sempre mínimo perto do retorno que se obtém: você aprende a ver e a experienciar o mundo de maneira mais ampla, mais vívida, e muito mais empática. Foi com o objetivo de ampliar a minha bagagem cultural e aperfeiçoar minhas habilidades linguísticas que decidi me organizar para realizar o meu intercâmbio. Desde esse momento, procurei por serviços em agências da minha região, mas o atendimento dado na Estudar na Exterior sempre foi um diferencial entre os contatos que estabeleci. Somado a isso, algumas das minhas amigas também já apontavam a EE como referência – pois elas já haviam contratado os serviços da Estudar no Exterior e todas elas saíram muito satisfeitas. Na organização do seu intercâmbio, a presença de uma agência prestativa é primordial, e a Estudar no Exterior sempre buscou responder todas as minhas dúvidas de forma muito solícita, leve e educada. Esse foi o momento em que nos tornarmos aliados para fazer essa experiência de intercâmbio ser possível.

Durante minha experiência, percebi que a adaptação é um ponto chave para qualquer intercâmbio. O intercambista precisa estar aberto para o novo, afinal, essa é a melhor maneira para compreender as dinâmicas de outra cultura. Dublin, por exemplo, cidade que escolhi para realizar o meu intercâmbio, é uma cidade que abriga diferentes culturas, o que torna a adaptação muito rica e interessante. Somado a isso, a localização da cidade é estratégica, pois se deslocar entre os países do continente europeu é bem simples (basta se organizar). Em sua moradia, nas ruas, no supermercado, você vai conviver com pessoas de países distintos do seu, portanto ser tolerante, paciente e “mente aberta” são requisitos fundamentais. Ao final disso, você vai notar que não apenas progrediu nas suas habilidades linguísticas, mas também obteve uma nova consciência social e cultural, um modo de pensar mais refinado e mais amplo, e esse traço é super positivo para qualquer profissão que você exerce ou venha exercer no futuro.  Portanto, adapte-se! “Deixe fluir” e aprenda com a sua experiência!

Se você optar por Dublin, vai se surpreender. A cidade é jovem, descolada, com muitas opções de bares, pubs e festas. O idioma está por toda parte, o que possibilita a concretização não apenas do aprendizado de inglês, mas lhe dá oportunidade de fazer amigos. Dublin te receberá de forma cordial, e já nos primeiros dias você se adapta ao belo cosmopolitismo e as opções bacanas que a cidade proporciona. Eu voltei com tantos amigos (italianos, espanhóis, indianos, franceses, alemães, irlandeses, etc...) que com certeza vai ser obrigação retornar a Europa mais vezes! E o mais importante sobre as novas amizades: a prática do Inglês continua, mesmo fora da sala de aula!  Isso mostra que os impactos do Intercâmbio seguem nas nossas vidas, a transformação que essa experiência gera é sempre extremamente positiva.

Falando na Língua Inglesa, pode ficar tranquilo(a) que as suas habilidades na língua melhoram sim! Mesmo que você tenha um nível avançado (como foi o meu caso), é sempre bom revisitar a gramática, conviver com diferentes variações da língua e seguir aprimorando o seu aprendizado. Uma língua adicional deve ser sempre estudada, e um intercâmbio é sempre uma forma de mantê-la atualizada e em bom nível, não é mesmo?

Em suma, intercâmbio é sempre uma experiência singular na vida de quem decide embarcar nessa vivência. Os pontos positivos são imensuráveis e o aprendizado vai além do âmbito linguístico e cultural: é um aprendizado de vida! Portanto, não pense muito: embarque nessa aventura e seja feliz! Afinal, futuro intercambista, o mundo te espera braços abertos! Ninguém cresce na estagnação, precisamos ser autores das nossas histórias, e nada melhor do que um intercâmbio para te colocar como protagonista dessa história chamada vida, não é mesmo? #PartiuEstudarnoExterior