Ótimos destinos que não precisam de visto

04/05/2018

 

Você está planejando suas férias e pretende fazer um intercâmbio para aprender inglês, mas não gosta de complicações ou burocracias, saiba que existem vários destinos que você não necessita de visto para viajar.

Fizemos uma lista com alguns países que são faceis de viajar e não precisa solicitar visto antes de ir, destinos perfeitos para aprender inglês nas suas férias.

 

Inglaterra

Quando se pensa na Inglaterra muitas vezes pode vir à mente imagens como a do Big Ben, da Rainha Elizabeth ou de bandas britânicas, como Beatles ou Rolling Stones. Mais do que uma terra acolhedora e com rica cultura e história, a Terra da Rainha tem muito do que se orgulhar. É referência em educação, conta com o melhor sistema de saúde do mundo, conforme a organização Commonwealth Fund.

Um intercâmbio na Inglaterra é a certeza de novas experiências, capaz de transformar atividades simples em algo completamente novo. Este país de quase dois mil anos levará quem o visitar a um passeio a atrações que já existiam antes mesmo da descoberta do Brasil com o conforto da atualidade.

Poucos países podem se orgulhar de ter um histórico como o da Inglaterra no que diz respeito a educação. Sua tradição acadêmica de quase mil anos conquistou o reconhecimento mundial, quanto à procura por suas instituições de excelências por parte dos intercambistas, bem como na conquista de prêmios. São quase 100 Prêmios Nobel em Ciência e Tecnologia.

Com milhares de estudantes vindos de toda parte do mundo, torna-se impossível não ter contato com culturas diferentes. É a oportunidade para ampliar sua visão de mundo e sentir-se em situações com as quais você não está acostumado. Outra vantagem de estudar em solo inglês é sua localização privilegiada, que permite conhecer Paris ou Berlim a poucas horas de voo.

 

O visto para turistas não é obrigatório para quem pretende ficar pouco tempo em solo inglês.

Esse documento é entregue logo na chegada ao país, ainda no aeroporto, e tem a duração de até seis meses. Para isso, é necessário ter em mãos:

Seu passaporte (com validade de, no mínimo, seis meses após você entrar no país);

Carta de aceitação da escola, contendo informações do curso (se a viagem for a estudo);

Comprovação de disponibilidade financeira para custear seus gastos no período.

Passagem de volta;

Endereço do lugar em que vai se hospedar;

 

Irlanda

Um país com uma das culturas mais marcantes e mágicas da Europa, a Irlanda pode ser surpreendente. Os pubs já fazem parte da cultura desse país, são o ponto de encontro de todos para o happy hour, e eles caracterizam bem o estilo amigável, alegre e acolhedor do povo irlandês.

O custo de vida na Irlanda é outra coisa atraente, comprar roupas, alimentos e algumas opções de entretenimento são muito baratos. Um país que já teve grande parte de sua economia voltada para a agricultura, hoje dá muita importância para indústria, comércio e turismo.

Os irlandeses são conhecidos por sua simpatia e hospitalidade. Devido ao grande número de intercambistas, estão acostumados a lidar com dúvidas de estrangeiros e terão paciência com eventuais dificuldades do inglês. Além disso, é um país extremamente seguro e dinâmico, com atividades para fazer em diferentes horas do dia. Parte disso deve-se à população jovem, aproximadamente 40% dos irlandeses tem menos que 25 anos.

A Irlanda possui uma cultura e um estilo de vida encontrada em poucos lugares do mundo. Trata-se de uma riqueza cultural, que se reflete muito nos quase 30 mil castelos e ruínas espalhadas pelo país, algo que já foi aproveitado em produções cinematográficas como Game of Thrones, Harry Potter e Star Wars.

 

Visto de turista para permanência de até 90 dias

Na Irlanda, estudantes matriculados em cursos de inglês com duração de até 12 semanas não precisarão solicitar visto no Brasil e poderão estudar de 15 a 25 horas semanais. Este visto é obtido na entrada do país, quando o estudante deverá demonstrar o que fará, onde ficará, se tem a passagem para retornar e dinheiro suficiente para suas despesas.

Por via de regra este visto não poderá ser renovado. Caso o estudante queira posteriormente solicitar o visto de estudante com permissão para trabalhar, precisará sair do país e entrar com matrícula para curso que permita o visto de estudante e trabalho.

 

O Visto de Turismo NÃO permite que o requerente trabalhe, em quaisquer circunstâncias.

Documentação básica:

Seu passaporte (com validade de, no mínimo, seis meses após sua entrada no país);

Endereço do lugar em que vai se hospedar

Seguro saúde

Meios de apoio financeiro

Passagem de volta

Seu passaporte (com validade de, no mínimo, seis meses após sua entrada no país);

 

Malta

Malta é um destino turístico receptivo a qualquer época do ano. Se por um lado, no verão, é perfeito para conhecer as praias do Mar Mediterrâneo que circulam o país, no inverno, a programação não deixa a desejar. Sua rica arquitetura histórica e seus cenários naturais que já foram usados em produções cinematográficas são o suficiente para agradar aos mais exigentes dos turistas no curto período de frio.

Perto da região de Sicília, ao sul da Itália, Malta conta com 450 mil habitantes em apenas 316 km² de extensão, ou seja, menor do que Curitiba (PR). Mas não deixe a proximidade com a Itália te enganar, o país, além de contar com um dialeto próprio, tem o inglês como segunda língua. O domínio de um segundo idioma veio por questões históricas, quando os britânicos, último país a dominar as ilhas maltesas, se instalaram nelas.

Malta pertence ao time de países autenticamente bilíngues e, ao andar pelas ruas de suas cidades, será difícil encontrar alguém que não fale inglês. A proximidade histórica com a língua inglesa se reflete no padrão de qualidade de suas escolas, tendo as mais antigas surgido no final dos anos 80. Mas foi a partir da década seguinte que o negócio se expandiu, resultando em instituições com alto grau de certificação.

Além de pagar menos pelos estudos, comparado com outros países europeus, você vai encontrar em Malta um lugar com rica gastronomia, fácil locomoção e uma região tranquila e segura para aproveitar o intercâmbio. Se você busca um lugar que fuja do padrão da cultura fria dos países de origem inglesa, seu destino é Malta. Você encontrará um ambiente familiar e com pessoas sempre prontas para te ajudar.

 

Se você pretende aproveitar o que a ilha por até 90 dias, tudo o que você precisa é levar consigo:

Seu passaporte (com validade de, no mínimo, seis meses após você entrar no país);

Cartão de crédito internacional;

Uma quantia média de 500 euros (valor recomendado);

Seguro Saúde com no mínimo 30 mil Euros de franquia;

Passagem de volta;

Endereço do lugar em que vai se hospedar.

 

África do Sul

Engana-se quem pensa que a África do Sul é feita apenas de grandes savanas, safáris e animais silvestres. Pense em um país multiétnico, com grandes construções, carros de luxo e praias paradisíacas!

África do Sul é um dos países mais antigos e é a maior economia do continente. Foi colonizada por holandeses e depois por ingleses, por isso da língua inglesa ser um dos idiomas oficiais – um deles, porque a África do Sul possui outros 10! Por aí já percebemos o quão multicultural é o país, tanto que a África do Sul é conhecida como a “Nação Arco-Íris”.

Um dos principais motivos que leva nossos intercambistas a estudar na África do Sul, com certeza, é o baixo valor de investimento. Mas, é claro, esse não é o único motivo, pois a África tem muito a oferecer para estudantes brasileiros que buscam aperfeiçoar seu inglês.

Outro quesito que, muitas vezes, tem peso na hora da escolha do destino é o clima. Por ser um dos países situados no hemisfério sul, as estações do ano são as mesmas do Brasil. No verão, de dezembro a março, as temperaturas ficam em torno de 25º, já no inverno estão entre 7º a 20º, bem parecido com o sul e sudeste do Brasil.

 

Brasileiros que permanecerão por até 90 dias não necessitam de visto, seja para turismo, estudos ou negócios.

É necessário ter o passaporte com validade, no mínimo, um mês da data de retorno ao Brasil e ter, pelo menos, uma página inteira em branco.

Também é preciso apresentar o Certificado Internacional da Vacina, o CIV, contra febre amarela, que deve ser tomada pelo menos 10 dias antes do embarque.

 

Nova Zelândia

Locação para sucessos de bilheteria como O Senhor dos Anéis, As Crônicas de Nárnia e O Hobbit, o país dos esportes radicais e de belas paisagens atrai muitos estudantes que querem estudar Inglês com muita adrenalina. É onde o respeito por outras culturas prevalece, onde os nativos Maori convivem em harmonia com os “novos habitantes”. Harmonia essa que faz com que o país ocupe desde 2009 as primeiras posições do Global Peace Index, que classifica o quão pacífico é o país.

O clima da Nova Zelândia é bem variado, nos meses de verão os dias são quentes, ensolarados e radiantes. O outono costuma ser mais frio que o verão, mas nem se compara com o inverno e suas baixas temperaturas que tem neve ao sul e chuva ao norte, já na primavera é bom estar preparado para todos os tipos de temperatura em um só dia. Então a dica para quem gosta do calor é ficar pela Ilha Norte, já para quem prefere frio e neve vá para a Ilha Sul e “fujam para as colinas!”, é lá nas montanhas que a maior parte da neve do país cai.

Opções para os esportistas e aventureiros não faltarão, vão desde esportes na neve, mountain e trail biking, kite surf, paraquedismo, e é claro o Bungy Jump em que o país é especialista. Não é a toa que Queenstown foi eleita a capital mundial dos esportes radicais. É um país rico em beleza natural, com belos lagos ,montanhas, cavernas, geleiras, neve, vulcões, tudo isso cercado pelo mar.

 

O visto não precisa ser solicitado com antecedência, será obtido na entrada do país e é necessário para estudar inglês por no máximo 12 semanas, podendo estudar de 15 a 30 horas por semana. O visto poderá ser concedido por período menor de 90 dias, a critério da imigração,

 

Documentação básica:

Seu passaporte (com validade de, no mínimo, seis meses após sua entrada no país);

Endereço do lugar em que vai se hospedar

Seguro saúde

Meios de apoio financeiro

Passagem de volta

Seu passaporte (com validade de, no mínimo, seis meses após sua entrada no país);

 

Agora que você já sabe quais são os países mais tranquilos para ir nas suas férias, vamos começar a planejar o seu intercâmbio?

 

Por Guilherme De Bastiani