Carteira Internacional – PID, eu preciso fazer?

Tags: dicas

21/08/2015

Eu não sei quanto a vocês, mas uma das coisas que me despertou muito interesse durante o intercâmbio foi o fato de poder dirigir nos outros países. Os carros potentes e as estradas em perfeito estado são um belo convite aos amantes de velocidade.

Viagem de carro é uma ótima opção. Você pode aproveitar o período de férias do intercâmbio, reunir os amigos, alugar um carro e conhecer um pouco melhor a cidade ou país que você está. Porém, para que isso seja possível, é preciso tomar algumas providências ainda aqui no Brasil. Em alguns países, como na Irlanda, a nossa CNH é aceita, porém em outros, como na Alemanha, é preciso ter a Permissão Internacional para Dirigir - PID.

O procedimento é bem fácil. Você precisa ir até um CFC, com o seu documento de identificação (original e cópia), um comprovante ou declaração de residência (original e cópia), fazer a solicitação e pagar uma taxa. Aqui no RS, a taxa é de R$48,81. Se você não é daqui, consulte o site do Detran do seu estado para saber certinho o valor dessa taxa. 

NA PID irá constar a mesma foto e assinatura da sua CNH. A habilitação também é a mesma. Se aqui no Brasil você só pode dirigir carro, a PID virá com essa mesma restrição.

Normalmente leva de 5 a 6 dias úteis para a expedição ficar pronta. A validade da Permissão Internacional para Dirigir será a mesma da sua CNH, por isso, fique atento nas datas.

Com a PID na mão você está liberado para dirigir pelo mundo. Só muita atenção às leis de trânsito do lugar. Fora daqui essas leis funcionam, e, às vezes, ultrapassar uma sinaleira no sinal amarelo pode acarretar numa multa de 75 euros – como eu sei disso? Experiência própria!


Por Mégui Moraes