Um dos principais motivos que leva nossos intercambistas a estudar na África do Sul, com certeza, é o baixo valor de investimento. Mas, é claro, esse não é o único motivo, pois a África tem muito a oferecer para estudantes brasileiros que buscam aperfeiçoar seu inglês.

Outro quesito que, muitas vezes, tem peso na hora da escolha do destino é o clima. Por ser um dos países situados no hemisfério sul, as estações do ano são as mesmas do Brasil. No verão, de dezembro a março, as temperaturas ficam em torno de 25º, já no inverno estão entre 7º a 20º, bem parecido com o sul e sudeste do Brasil.

Outra vantagem é o valor das passagens, que é muito competitivo comparado aos destinos clássicos dos intercambistas. Isso acontece por conta do aumento no turismo na África do Sul nos últimos anos, principalmente, depois da copa do mundo de 2010. Hoje é possível achar passagens com os mesmos valores ou menores que a Europa, Estado Unidos e Canadá.


Brasileiros que irão permanecer por até 90 dias não necessitam de visto, seja para turismo, estudos ou negócios.

É necessário ter o passaporte com validade, no mínimo, um mês da data de retorno ao Brasil e ter, pelo menos, uma página inteira em branco.

Também é preciso apresentar o Certificado Internacional da Vacina, o CIV, contra febre amarela, que deve ser tomada pelo menos 10 dias antes do embarque.

Para os intercambists que irão permanecer mais de 90 dias deverão solicitar visto de estudante obrigatoriamente.

Para obtenção do visto de estudante, é necessário apresentar os seguintes documentos:

  1. Formulário (BI-1738) devidamente preenchido e assinado.

  2. Duas fotos de tamanho 3X4 recentes. Não precisam ser datadas.

  3. Passaporte com validade de no mínimo 6 meses a partir da data de saída da África do Sul. Se tiver passaportes anteriores, também apresentá-los.

  4. Comprovante de estudos no Brasil (conclusão ou frequência); Cópias de diplomas e certificados anteriores e relevantes se houver. Se estudar inglês no Brasil, incluir comprovante.

  5. Carta Original do empregador comprovando vínculos (caso esteja empregado) ou autorizando para férias ou licença.

  6. Caso seja empregador/empresário: Cópia do Contrato social.

  7. Carta de aceitação da escola na África do Sul. Importante que contenha logo da escola e endereço.

  8. Comprovante de vacina contra febre amarela.

  9. Se casado, enviar certidão de casamento.

  10. Certidão de antecedentes criminais. Esta certidão não deverá ter sido emitida por mais de 6 meses.

  11. Atestado Médico, que deverá ler, assinar e carimbar os formulários: BI-806 e BI-811

  12. Prova de cobertura médica em território da África do Sul (seguro saúde).

  13. IMPORTANTE: Para menores de 21 anos é necessária autorização para menor viajando desacompanhado com firma reconhecida das assinaturas dos pais. Caso não tenha um modelo, faça uma solicitação que o enviaremos.


Também é necessário apresentar documentação financeira, que pode ser do requerente e/ou de quem está lhe concedendo o suporte financeiro:

  1. Carta de responsabilidade financeira com firma reconhecida da assinatura;

  2. Prova de que você possui recursos disponíveis e suficientes para se manter na África do Sul;

  3. Último imposto de renda com o recibo de entrega juntamente com os três últimos holerites; e/ou contrato social mais extratos bancários (importante apresentar alguma poupança ou investimento).

IMPORTANTE: deve se apresentar poupança, investimento ou qualquer tipo de aplicação mesmo se já demonstrada no Imposto de Renda (holerites e extratos).

O tempo de análise do visto pode chegar até 8 semanas, então programe-se com antecedência.

Nossos estudantes tem toda a assessoria necessária para obtenção de visto.

Para maior tranquilidade, entre em contato com nossos consultores e tire todas as suas dúvidas.

Engana-se quem pensa que a África do Sul é feita apenas de grandes savanas, safaris e animais silvestres. Pense em um país multiétnico, com grandes construções, carros de luxo e praias paradisíacas!

A África do Sul é um dos países mais antigos e é a maior economia do continente. Foi colonizada por holandeses e depois por ingleses, por isso da língua inglesa ser um dos idiomas oficiais – um deles, porque a África do Sul possui outros 10! Por aí já percebemos o quão multicultural é o país, tanto que a África do Sul é conhecida como a “Nação Arco-Íris”.

A diversidade cultural construiu um país com uma rica gastronomia, com várias influências de todos os povos que aqui se estabeleceram, principalmente a europeia e a nativa. Uma das heranças que a África do Sul carrega, por conta da colonização britânica, é o gosto por chás. Um dos mais consumidos no país é o Rooibos, feito a partir de uma planta indígena. Dentre os principais pratos estão o melkert, um pastel muito semelhante ao pastel de nata, que é igualmente servido polvilhado por canela; o braai, os deliciosos churrascos onde não podem faltar as boerewors (salsichas) e bobotie, uma espécie de empadão com caril; o biltong, uma espécie de carne seca; e a gatsby, um enorme sanduíche recheado com carne, queijo e batata frita. Além disso, o país é tornou-se nos últimos anos um dos principais destinos para os apreciadores de vinhos, por produzir uma bebida de alta qualidade.

Um diferencial ou, nesse caso, uma semelhança que torna o país um dos destinos mais procurados por brasileiros é o clima. Isso porque a África do Sul possui um clima parecido com o nosso: com as estações bem definidas, verões ensolarados e quentes e invernos frios.

A África do Sul é ainda um dos destinos mais procurados pelo ecoturismo e possui algumas das mais belas trilhas do mundo, além de muitos lugares para a prática de esportes radicais. Inclusive, foi lá que surgiu o trekking, ainda no século XIX, quando os primeiros trabalhadores holandeses que colonizavam a África do Sul praticavam o esporte como meio de deslocamento na região. A palavra de origem sul-africana significa “seguir um trilho”.

O país agrada a todos os públicos, com suas belas costas, cordilheiras magnificas, desertos, lagos, savanas e cachoeiras. Converse com um de nossos consultores e descubra mais sobre seu próximo destino!

Um dos principais motivos que leva nossos intercambistas a estudar na África do Sul, com certeza, é o baixo valor de investimento. Mas, é claro, esse não é o único motivo, pois a África tem muito a oferecer para estudantes brasileiros que buscam aperfeiçoar seu inglês.

Outro quesito que, muitas vezes, tem peso na hora da escolha do destino é o clima. Por ser um dos países situados no hemisfério sul, as estações do ano são as mesmas do Brasil. No verão, de dezembro a março, as temperaturas ficam em torno de 25º, já no inverno estão entre 7º a 20º, bem parecido com o sul e sudeste do Brasil.

Outra vantagem é o valor das passagens, que é muito competitivo comparado aos destinos clássicos dos intercambistas. Isso acontece por conta do aumento no turismo na África do Sul nos últimos anos, principalmente, depois da copa do mundo de 2010. Hoje é possível achar passagens com os mesmos valores ou menores que a Europa, Estado Unidos e Canadá.


Brasileiros que irão permanecer por até 90 dias não necessitam de visto, seja para turismo, estudos ou negócios.

É necessário ter o passaporte com validade, no mínimo, um mês da data de retorno ao Brasil e ter, pelo menos, uma página inteira em branco.

Também é preciso apresentar o Certificado Internacional da Vacina, o CIV, contra febre amarela, que deve ser tomada pelo menos 10 dias antes do embarque.

Para os intercambists que irão permanecer mais de 90 dias deverão solicitar visto de estudante obrigatoriamente.

Para obtenção do visto de estudante, é necessário apresentar os seguintes documentos:

  1. Formulário (BI-1738) devidamente preenchido e assinado.

  2. Duas fotos de tamanho 3X4 recentes. Não precisam ser datadas.

  3. Passaporte com validade de no mínimo 6 meses a partir da data de saída da África do Sul. Se tiver passaportes anteriores, também apresentá-los.

  4. Comprovante de estudos no Brasil (conclusão ou frequência); Cópias de diplomas e certificados anteriores e relevantes se houver. Se estudar inglês no Brasil, incluir comprovante.

  5. Carta Original do empregador comprovando vínculos (caso esteja empregado) ou autorizando para férias ou licença.

  6. Caso seja empregador/empresário: Cópia do Contrato social.

  7. Carta de aceitação da escola na África do Sul. Importante que contenha logo da escola e endereço.

  8. Comprovante de vacina contra febre amarela.

  9. Se casado, enviar certidão de casamento.

  10. Certidão de antecedentes criminais. Esta certidão não deverá ter sido emitida por mais de 6 meses.

  11. Atestado Médico, que deverá ler, assinar e carimbar os formulários: BI-806 e BI-811

  12. Prova de cobertura médica em território da África do Sul (seguro saúde).

  13. IMPORTANTE: Para menores de 21 anos é necessária autorização para menor viajando desacompanhado com firma reconhecida das assinaturas dos pais. Caso não tenha um modelo, faça uma solicitação que o enviaremos.


Também é necessário apresentar documentação financeira, que pode ser do requerente e/ou de quem está lhe concedendo o suporte financeiro:

  1. Carta de responsabilidade financeira com firma reconhecida da assinatura;

  2. Prova de que você possui recursos disponíveis e suficientes para se manter na África do Sul;

  3. Último imposto de renda com o recibo de entrega juntamente com os três últimos holerites; e/ou contrato social mais extratos bancários (importante apresentar alguma poupança ou investimento).

IMPORTANTE: deve se apresentar poupança, investimento ou qualquer tipo de aplicação mesmo se já demonstrada no Imposto de Renda (holerites e extratos).

O tempo de análise do visto pode chegar até 8 semanas, então programe-se com antecedência.

Nossos estudantes tem toda a assessoria necessária para obtenção de visto.

Para maior tranquilidade, entre em contato com nossos consultores e tire todas as suas dúvidas.

Cidades

Receber promoções por e-mail


Política de privacidade
'