Não é permitido que estudantes de idiomas trabalhem no país.

Para estudantes que estejam cursando cursos técnicos, graduações e pós-graduações é permitido trabalhar 20 horas por semana enquanto estuda.

É muito importante saber escolher um curso nessas modalidades, pois não são todos os cursos que dão a permissão para trabalhar no Canadá. Para cursos técnicos é necessário que seja um curso CO-OP, que é a cooperação entre as instituições de ensino e empregadores. Com esses cursos, além de estágios que normalmente são obrigatórios, o estudante poderá trabalhar em outras empresas.

Um cuidado que é necessário ter, é saber os pré requisitos para cada curso. É obrigatório que o estudante seja maior de 18 anos e tenha conhecimento avançado em Inglês, além é claro, ter a comprovação financeira para o visto.

Graduações e pós-graduações são a melhor opção para quem pretende imigrar para o país. Essas modalidades são de longa duração, os cursos vão de 2 a 4 anos. O interessante, é que além de poder trabalhar no período do curso, o estudante poderá aplicar para o PGWP, Post-graduation Work permit, que é uma permissão que o estudante internacional pode solicitar após o término dos estudos, o tempo de permissão varia de 8 meses a 3 anos, dependendo da duração e da relevância do curso. Essa permissão não tem restrição de horas trabalhadas.

Visto Turista para cursos com menos de 6 meses: Este visto poderá ser solicitado por estudantes matriculados em cursos com duração de até 24 semanas (6 meses), que não tenham a intenção de continuar estudando ou de trabalhar legalmente no Canada, ou seja, que tenham como foco principal apenas estudar e retornar ao Brasil. A partir de maio de 2017, se já tivestes visto Canadense ou se já tens visto americano válido, não mais precisará solicitar visto para permanência de até 6 meses. Importante que, na entrada a imigração irá definir o prazo de permanência, conforme a duração do curso ou a critério da imigração Canadense. Se a intenção for passear nos Estados Unidos, há necessidade de fazer visto Americano também e se não tiver visto Americano, não poderá comprar passagem que passe nos EUA. Este visto não permite trabalhar legalmente no Canada, apenas visto de estudante para cursos de nível técnico e universitário.

Visto de Estudante: Este visto poderá ser solicitado por estudantes que irão ficar no Canadá por período superior a 25 semanas (mais de 6 meses). Neste caso, a grande diferença para o outro tipo de visto e que este tipo de visto irá exigir que o estudante também faça exame médico exigido pelo serviço de imigração, principalmente com exame de raios-X do tórax em médico credenciado. Estuntes matriculados em cursos de idioma que ainda não possuem fluência para uma matricula em curso técnico/univeristário, deverão solicitar este visto e enquanto estiverem estudando o idioma não poderão trabalhar legalemente, sendo que, ao concluirem a preparação deverão renovar a extensão do visto no Canda, mediante a comprovação da matricula e aceitação para o novo curso. Estudantes matriculados em programas em colleges ou universidades, ou seja, cursos técnicos ou universitários, automaticamente poderão trabalhar legalmente no Canada, nao sendo necessario nenhum visto especial, apenas visto de estudante. Após iniciar o curso técnico / universitário é possível trabalhar legalmente até 20 horas semanais durante o período de aulas e full time durante o período de férias. A fim de comprovação financeira, sugere-se que o estudante comprove a disponibilidade de no mínimo CAD 1000 para cada mês que irá estudar no Canada. Em conta própria ou de seus patrocinadores (pais, tios, etc...)

O Canadá é um país incrível e um dos que mais gera oportunidades para pessoas que querem estudar e morar no exterior ou somente conhecer e aprender uma nova língua. Teatros, museus, monumentos históricos, galerias de arte, baladas, aventursa e muito, muito mais. O Canadá e seus pontos turísticos podem ser considerados os melhores para se visitar.

O Canadá vai te surpreender. Calor e frio. Francês e inglês. História e modernidade. Praias e montanhas. Metrópoles e desertos. Concreto e verde. É um país bilíngue (com falantes do inglês e do francês), cheio de contrastes e misturas. Talvez por isso seja tão atraente. O gigante – o segundo maior do mundo em extensão, atrás apenas da Rússia – é parcialmente inabitado, já que mais de 90% da população vive no sul, onde estão as principais cidades. Vancouver e Toronto são cosmopolitas e descoladas. Montreal, Quebec e Ottawa, onde o idioma dominante é o francês, são permeadas por um ar europeu irresistível.

-País bilíngue

O Canadá possui dois idiomas oficiais: o inglês, que é o mais falado no país, e o francês, língua da província do Quebec. O inglês falado no país é bastante limpo e uniforme, o que facilita o aprendizado e a compreensão da língua. Além disso, há pouca variedade de pronúncia e de vocabulário de uma província para a outra. Se você quiser estudar francês no Canadá, a principal vantagem do país em relação à França está nos custos, que são muito mais baixos do que na Europa.

-Segurança

Em uma pesquisa feita pela ONG Vision of Humanity, que listou os países mais seguros do mundo, o Canadá conquistou a sétima posição. Não é por menos, afinal, o país tem uma das menores taxas de homicídios, acidentes de carro e desastres naturais do mundo. Vale lembrar que o Brasil ocupa a 91ª posição dessa mesma lista.

-Belezas naturais

Assim como o Brasil, o Canadá é um país que conta com muitas belezas naturais, mas a diversidade da natureza do local faz com que conhecê-lo seja uma experiência totalmente nova para os brasileiros que estudam no Canadá. A cordilheira Rocky Mountains é um exemplo de destino muito procurado por visitantes que buscam as montanhas para esquiar, fazer escaladas ou para apenas apreciar a deslumbrante vista do local. Além disso, estando no Canadá, é possível conhecer lugares famosos como as cataratas do Niágara ou ir até o norte do país para ver a aurora boreal.

-Diversidade

Um bom motivo para estudar no Canadá é o fato de que ele abraça a diversidade. Considerado um país de imigrantes, a variedade cultural trazida por pessoas de todas as partes do mundo faz com que o Canadá seja não apenas tolerante e convidativo, mas também acolhedor. Além disso, o grande número de imigrantes tem influenciado fortemente na cultura do local e já se pode encontrar traços étnicos na culinária, na música e na arte.

-Preços

Pode ser que a passagem aérea para chegar lá seja mais cara do que para os Estados Unidos ou para a Europa, mas o custo das escolas, da alimentação, da estadia, do transporte e até de produtos como roupas e eletrônicos costumam fazer com que estudar no Canadá seja mais em conta. Isso permite que você viaje mais dentro do país, faça mais compras, fique em uma acomodação mais confortável ou permaneça por mais tempo no país. Sem contar que o dólar Canadense é bem mais barato que o dólar americano.

Não é permitido que estudantes de idiomas trabalhem no país.

Para estudantes que estejam cursando cursos técnicos, graduações e pós-graduações é permitido trabalhar 20 horas por semana enquanto estuda.

É muito importante saber escolher um curso nessas modalidades, pois não são todos os cursos que dão a permissão para trabalhar no Canadá. Para cursos técnicos é necessário que seja um curso CO-OP, que é a cooperação entre as instituições de ensino e empregadores. Com esses cursos, além de estágios que normalmente são obrigatórios, o estudante poderá trabalhar em outras empresas.

Um cuidado que é necessário ter, é saber os pré requisitos para cada curso. É obrigatório que o estudante seja maior de 18 anos e tenha conhecimento avançado em Inglês, além é claro, ter a comprovação financeira para o visto.

Graduações e pós-graduações são a melhor opção para quem pretende imigrar para o país. Essas modalidades são de longa duração, os cursos vão de 2 a 4 anos. O interessante, é que além de poder trabalhar no período do curso, o estudante poderá aplicar para o PGWP, Post-graduation Work permit, que é uma permissão que o estudante internacional pode solicitar após o término dos estudos, o tempo de permissão varia de 8 meses a 3 anos, dependendo da duração e da relevância do curso. Essa permissão não tem restrição de horas trabalhadas.

Visto Turista para cursos com menos de 6 meses: Este visto poderá ser solicitado por estudantes matriculados em cursos com duração de até 24 semanas (6 meses), que não tenham a intenção de continuar estudando ou de trabalhar legalmente no Canada, ou seja, que tenham como foco principal apenas estudar e retornar ao Brasil. A partir de maio de 2017, se já tivestes visto Canadense ou se já tens visto americano válido, não mais precisará solicitar visto para permanência de até 6 meses. Importante que, na entrada a imigração irá definir o prazo de permanência, conforme a duração do curso ou a critério da imigração Canadense. Se a intenção for passear nos Estados Unidos, há necessidade de fazer visto Americano também e se não tiver visto Americano, não poderá comprar passagem que passe nos EUA. Este visto não permite trabalhar legalmente no Canada, apenas visto de estudante para cursos de nível técnico e universitário.

Visto de Estudante: Este visto poderá ser solicitado por estudantes que irão ficar no Canadá por período superior a 25 semanas (mais de 6 meses). Neste caso, a grande diferença para o outro tipo de visto e que este tipo de visto irá exigir que o estudante também faça exame médico exigido pelo serviço de imigração, principalmente com exame de raios-X do tórax em médico credenciado. Estuntes matriculados em cursos de idioma que ainda não possuem fluência para uma matricula em curso técnico/univeristário, deverão solicitar este visto e enquanto estiverem estudando o idioma não poderão trabalhar legalemente, sendo que, ao concluirem a preparação deverão renovar a extensão do visto no Canda, mediante a comprovação da matricula e aceitação para o novo curso. Estudantes matriculados em programas em colleges ou universidades, ou seja, cursos técnicos ou universitários, automaticamente poderão trabalhar legalmente no Canada, nao sendo necessario nenhum visto especial, apenas visto de estudante. Após iniciar o curso técnico / universitário é possível trabalhar legalmente até 20 horas semanais durante o período de aulas e full time durante o período de férias. A fim de comprovação financeira, sugere-se que o estudante comprove a disponibilidade de no mínimo CAD 1000 para cada mês que irá estudar no Canada. Em conta própria ou de seus patrocinadores (pais, tios, etc...)

Cidades

Receber promoções por e-mail


Política de privacidade
'