Alugar carro no exterior

Tags: dicas

27/02/2020

Alugar um carro no exterior pode parecer complicado, mas a verdade é que qualquer pessoa pode alugar um carro, desde que cumpra alguns requisitos. Em primeiro lugar, deve-se ter uma habilitação válida (CNH) e emitida há, no mínimo, 2 anos. Alguns países exigem, além disso, a Permissão Internacional para Dirigir (PID).

Outro fato que é preciso ficar atento é a idade mínima, que, em geral, é de 25 anos. Existem algumas empresas que aceitam alugar para motoristas entre 21 e 24 anos, mas cobram a mais por isso.

Também é necessário apresentar o passaporte válido e um cartão de crédito internacional em seu nome e com limite suficiente para cobrir o valor da locação e da franquia.

 

Por que é preciso ter um cartão de crédito internacional?

Não importa o modo de pagamento que você opte na hora de fazer a reserva, você obrigatoriamente vai ter que apresentar um cartão de crédito internacional na hora de pegar o carro, pois ele é usado pela locadora local para fazer o bloqueio do valor da caução.

Mas não se preocupe: a locadora não vai te cobrar esse valor, apenas bloquear do limite do seu cartão e, na hora que você devolve o carro, esse valor é desbloqueado caso não haja nenhum problema com o veículo alugado. É uma garantia para a locadora.

Então, certifique-se de ter um valor razoável disponível no limite do seu cartão.

 

Somente quem aluga é que pode dirigir?

o! Se você quiser, na hora de fechar a reserva poderá adicionar condutores extras, mas que necessariamente deverão estar presentes no ato da abertura do contrato de locação.

Não é uma regra, mas algumas locadoras podem cobrar uma taxa extra por isso.

 

Quilometragem livre ou controlada, qual vale mais a pena?

A diária do carro que tem a quilometragem livre é um pouco mais cara, mas acaba sendo mais vantajosa, pois você pode rodar com mais liberdade, sem ficar na paranoia de controlar quantos quilômetros andou.

A quilometragem controlada, apesar de mais barata, só vale a pena se você tem 100% de certeza do quanto vai rodar, pois se ultrapassar o limite contratado terá que pagar por cada quilômetro ultrapassado e isso, na maioria das vezes, é bem caro.

 

E se acontecer algum dano ao carro?

Em primeiro lugar, não adianta você se desesperar: as locadoras de carros sabem do risco que há nas ruas e avenidas do país e, por isso mesmo, estão sempre asseguradas para ocorrência de acidentes. Cada uma das empresas de aluguel, no entanto, possui seu próprio sistema de acionamento de seguro – que é importante você perguntar na hora que estiver fazendo sua reserva.

É importante saber que cada locadora tem suas próprias tarifas, sejam elas inclusas na diária ou cobradas à parte. Todas essas informações são detalhadas no contrato de locação, o qual você deve ler com cuidado.

 

Tem que abastecer o carro antes da devolução?

Não é obrigatório, mas é melhor que você o faça, pois, se devolver vazio, a locadora irá cobrar pelo litro de combustível um valor mais alto do que a média do mercado e, às vezes, até uma taxa extra.

Existem algumas locadoras que oferecem a opção de devolver com o tanque vazio, mas verifique o valor para saber se valerá a pena ou não.

 

Preste atenção!

Outra coisa que você tem que tomar bastante atenção é em relação ao horário, data e local da devolução, que devem ser respeitados para evitar a cobrança de taxas ou diárias extras. Algumas locadoras permitem que você devolva o carro em outro ponto e, também, que os horários de devolução sejam alternativos, porém essas questões precisam ser acertadas antes, quando você assinar o contrato para retirar o carro.

Além disso, você precisa estar atento as leis de trânsito locais, pois, caso você seja multado, esse valor será creditado no seu cartão. Atenção redobrada para países de mão inglesa, já que você terá que dirigir do lado contrário da rua.

Agora que você já sabe como alugar um carro no exterior, confira nosso texto sobre como planejar uma road trip e também o nosso vídeo mostrando o passo a passo para solicitar a sua PID