Dicas para escolher acomodação no exterior

Tags: dicas

26/03/2018

 

Quando o intercâmbio é longo, na maioria dos casos os estudantes optam por adquirir apenas as primeiras semanas de acomodação com a agência. Após esse período morando no residencial estudantil ou na casa de família, é necessário que o estudante procure outro lugar para morar até o final do seu intercâmbio.

Além de ser o mais comum, é também o mais indicado, tanto pela comodidade de morar num lugar que você quem escolheu quanto pela economia.

Dentre as opções mais comuns, temos os aluguéis de apartamentos – diretamente com o proprietário ou através de uma imobiliária – e o aluguel somente de quarto com outros estudantes. Tudo vai depender do quanto você está disposto a investir e do nível de conforto que você almeja.

Mesmo sendo uma prática comum, é necessário ter alguns cuidados na hora de escolher a sua casa.

 

 

 

Alugando apartamentos

 

Uma das opções mais confortáveis para você morar, é alugar um apartamento diretamente com o proprietário ou por uma imobiliária. Porém, também é a opção mais burocrática.

É possível alugar desde um apartamento ou casa com vários quartos, ou um studio, que seriam os nossos kitnets.

Para alugar um local, você pode pesquisar em sites de locações locais ou diretamente nas imobiliárias. Cada país tem suas peculiaridades, porém o mais comum é fazer um contrato de aluguel.

Esses contratos de aluguéis tem um tempo mínimo de locação, que normalmente é de um ano, mas é possível combinar outra solução com o locador. Também será necessário deixar um valor de depósito para eventuais danos ao apartamento. Esse valor pode variar de 1 a 3 meses de aluguel, que serão descontados dos últimos meses de contrato.

Entretanto, alugar um apartamento não é tão fácil como parece. É necessário ter algumas comprovações que podem variar de cada lugar. Alguns proprietários pedem comprovantes de trabalho, outros pedem referências pessoais no país e outros podem ir até mais além, dificultando ainda mais o procedimento.

Essa é a indicação que damos para quem já está há mais tempo no país e pretende ficar por muito mais. Isso porque, apesar de ser a opção mais confortável, é também a mais burocrática e, para períodos curtos de tempo, pode não ser a mais conveniente.

 

 

Dividindo apartamentos

 

Dividir um apartamento é o método mais comum entre os estudantes, pois é a opção mais barata e fácil. Tenha em mente que dividir apartamento pode ser várias coisas diferentes, desde ter um quarto só pra ti e com banheiro, até dividir o quarto com várias outras pessoas. A criatividade dos brasileiros para economizar vai longe, mas tenha em mente o quanto você está disposto a abrir mão do conforto para economizar.

Existem algumas maneiras de procurar essas vagas em acomodações. A melhor delas é sempre conversar com os seus colegas e amigos para ver se alguém tem vaga ou conhece algum lugar. Pois, assim, você já ganha uma credibilidade por conhecer ou ser indicada por alguém.

Mas se, ainda assim, você não encontrar nada, outro método muito fácil e prático é utilizar os grupos nas redes sociais. Hoje existem grupos de brasileiros em todos os cantos do mundo, onde é possível encontrar anúncios de vagas, porém é necessário tomar cuidado com algumas coisas:

 

-Sempre visite o lugar antes de confirmar. Por mais que as fotos sejam boas, nada como ver pessoalmente, pois são os detalhes que podem fazer você não gostar de algo.

-Sempre que possível converse com o dono ou responsável pelo apartamento e também com os colegas que dividem a moradia. Infelizmente, nunca podemos prever quando alguém é de má fé;

Tente conhecer as pessoas, pois é necessário ter afinidade para dividir um apartamento.

-Pegue os documentos do responsável pelo apartamento. Tire uma foto do passaporte, peça para que ele escreva um contrato, nem que seja a punho.

-Você precisará pagar o depósito de garantia quando entrar no apartamento. Por regra é o valor do próprio aluguel. Em muitos casos, você poderá pegar o valor quando acabar o período que informou que ficaria com a vaga. Porém, também poderá ser necessário você colocar outra pessoa no seu lugar. Converse antes com os seus colegas, para não perder esse dinheiro no final da estadia.

-Meio obvio, mas vale o lembrete: nunca pague nada sem pegar um recibo. Infelizmente, existem muitas pessoas com má índole e oportunistas. Sempre certifique-se de que há vaga disponível.

 

Por fim, esperamos que nossas dicas sejam úteis para você. E não se esqueça: caso tenha alguma dúvida, entre em contato com um de nossos consultores.

 

That’s all folks!