Seguro Saúde para intercambistas na Irlanda

11/08/2016

Normalmente os estudantes Brasileiros ao adquirirem um intercâmbio para Irlanda ficam em dúvida qual seguro adquirir, mas principalmente se é obrigatório adquirir um seguro saúde? Para esclarecer estas duvidas e também para deixar claro a importância deste assunto, resolvemos escrever este post.

Para imigração, se você está indo para Irlanda como estudante você precisa adquirir o SEGURO GOVERNAMENTAL e que este seja oferecido por empresa estabelecida na Irlanda, mas não se preocupe com isso, pois as escolas já oferecem os seguros em parceria com alguma destas empresas e, portanto, já incluiremos o seguro no orçamento do seu intercâmbio, principalmente se for para cursos acima de 3 meses.

A questão é que, o seguro governamental por ser barato, com custo de de EUR 100 a EUR 150 por ano, geralmente não é suficiente, caso você realmente queira ou venha precisar de atendimento médico, ou tenha algum problema durante o intercâmbio.

Dentre os problemas de adquirir apenas este seguro governamental, destacamos o fato de que sua cobertura dará início apenas quando chegares na escola e a escola emitir o voucher, com isso, se vier ocorrer algum problema durante a viagem, como você vir a passar mal ou se a cia aérea extraviar a sua bagagem, estará sem qualquer cobertura.

Outro problema é que por ser um seguro barato, sua cobertura é também bem básica e serve apenas para cobrir emergências médicas. Com ele, é possível ter acesso ao atendimento público de saúde, mas nem sempre é realmente público. Por exemplo, para consultas médicas é preciso pagar pelo serviço para ser atendido por um clínico geral, que depois te encaminhará para algum especialista. Cada uma dessas consultas custa cerca de 100 euros e este valor não terá reembolso, o que pode resultar em uma conta maior do que você imagina.

Muitos destes locais de atendimento poderão te cobrar para depois você solicitar reembolso, e o reembolso nem sempre será integral. Neste link poderá ver um exemplo de uma apólice de uma das seguradoras da Irlanda, onde poderá ter uma ideia da cobertura, lembrando que cada escola tem negociado com uma seguradora e você irá receber o comprovante somente quando chegar na escola.

Na verdade, você pagará para ter acesso ao atendimento, mas isso não garante gratuidade. Por isso, quem possui alguma doença preexistente ou precisa de atendimento médico com frequência, o ideal é adquirir um seguro saúde complementar no Brasil.

Como o seguro governamental só tem cobertura na Irlanda, se estiveres planejando alguma viagem pela Europa, não terá qualquer cobertura e poderá inclusive ter problemas caso a imigração dos países por onde passar, decidirem solicitar comprovação de seguro e não tenha nada para mostrar.

Isto porque, com exceção da Irlanda e Reino Unido, a maioria dos demais países da Europa assinaram o tratado de Schengen, com o objetivo de facilitar a locomoção e o turismo entre eles, mas em contrapartida, ficou estabelecido a exigência de que os turistas possuem seguro com cobertura mínima de EUR 30.000 para garantir assistência médica por doença ou acidente.

Resumindo, apesar deste seguro governamental da Irlanda permitir que você obtenha o visto de estudante na Irlanda, durante sua viagem do Brasil para a Irlanda e caso quiseres viajar pela Europa precisará adquirir um outro seguro privado, que pode ser o GTA ou Assist Card oferecidos pela Estudar no Exterior, mas que preferencialmente tenham uma cobertura a partir de EUR 30.000 por evento.

Caso seu intercâmbio seja menor que 90 dias, você viajará na condição de turista e não irá solicitar o visto de estudante. Desta forma, não precisará adquirir o seguro GOVERNAMENTAL, mas mesmo assim, a imigração pode solicitar um seguro saúde/viagem para o período da sua estadia. Então, é imprescindível adquirir um seguro saúde, independente de viajar somente para a Irlanda ou para outros países.

A Estudar no Exterior recomenda a todos os estudantes adquirirem, além do seguro GOVERNAMENTAL, também um seguro privado complementar, pois já houveram diversos casos de estudantes que precisaram e, por conseguinte, tiveram que arcar com as despesas por sua conta, haja vista que decidiram viajar apenas com o seguro básico exigido.

Caso o orçamento esteja apertado e não puder adquirir o seguro privado para todo o período, poderá adquirir apenas para as primeiras semanas da viagem, ou ainda, poderá adquirir um seguro com cobertura menor para com isso ter um atendimento diferenciado em caso de necessidade e também, evitar de pagar as franquias por atendimento em consultas.

Lembre-se, estando no exterior, o cidadão Brasileiro não tem direito a nenhum serviço público local gratuito, sobretudo com o visto de estudante ou turismo. Então, se vieres ter problema e não tiveres um seguro válido, você e seus familiares terão que arcar com despesas por sua conta. Previna-se, pois o barato poderá custar bem mais caro posteriormente.

Claudir Castro

Diretor

Estudar no Exterior Intercâmbio



Notice: Undefined index: nome_turno in /var/www/html/application/modules/default/controllers/BlogController.php on line 279