Marina Peil Martins

10/10/2017

Foi minha primeira viagem totalmente sozinha, aliado ao fato de não dominar o idioma local e tanto tempo longe de casa.

A escolha da agência não foi uma tarefa fácil, existem muitas no mercado, mas tenho certeza que fiz a melhor escolha, sempre foram atenciosos e preocupados em me passar todas as informações necessárias, além de adequar o intercâmbio da forma exata como eu queria. Dessa forma, consegui fazer o intercâmbio em um mês e conhecer 4 países.

Por ser meu primeiro intercâmbio estava muito ansiosa com o que esperar, porém o apoio recebido pela agência foi muito bom. A moça que me atendeu na agência já ter ido pra Dublin, foi interessante pois assim pude obter várias dicas importantes, o que deixou bem mais segura.

Estaria mentindo se dissesse que não bateu um medo no início, não falar quase nada do inglês foi complicado, mas no final foi gratificante ver que em pouco tempo evoluí bastante no idioma. Posso dizer que a primeira semana foi “tensa”, era tudo novo.

Na escola (estudei na Delfin) o primeiro dia é meio chocante, pois eles só falam inglês e não se preocupam muito com os alunos que sabem pouco ou quase nada do idioma, você sai da escola pensando em desistir. PORÉM, até essa sensação é normal (todos os meus colegas se sentiram dessa mesma forma), visto que estamos diante de muitas emoções e transformações que fazem parte do intercâmbio. Com o passar dos dias fui me acostumando, conhecendo melhor a cidade, fazendo amigos, passeios e sem perceber, já estava ambientada.

Tanto a cidade de Dublin, como o país tem paisagens incríveis. Pude conhecer as famosas falésias (Cliffs oh Moher), esse passeio é sensacional. O lugar fica distante cerca de 3 horas de Dublin, é do outro lado do país, o que também é bacana porque permite conhecer um pouco mais da cultura.

Embora seja famosa pela vida boêmia, poucos sabem que Dublin é rica em prédios históricos, são castelos e construções que fazem da cidade ainda mais interessante. Em pleno centro há o Dublin Castle antiga sede do governo britânico datado do século XVIII, além da Kilmainham Prision que fez parte inclusive da história da Revolução Irlandesa em 1916 e não poderia deixar de citar o Phoenix Park, lindo parque com diversas opções de passeios, inclusive é onde fica a casa do presidente da Irlanda.

Sem dúvida foi a experiência mais interessante da minha vida! Embora essa frase seja clichê quando se fala de intercâmbio, ela de fato é verdade. Me faltam palavras para descrever todas as sensações que vive. Além da Irlanda, pude conhecer um pouquinho de Paris, de Amsterdam e da Escócia.

Acho que todo mundo deveria ao menos uma vez sair de sua zona de conforto, passar por situações embaraçosas (algumas engraçadas, outras nem tanto) e poder olhar para trás e dizer, “sim, eu consegui!”

Tudo isso que eu falei é apenas um pedacinho de tudo que vive nessa viagem. Pretendo, sem dúvidas, embarcar em novas aventuras.