Malta: A Ilhota paradisíaca no meio do Mar Mediterrâneo

23/09/2015

Existem pessoas que nunca ouviram falar sobre o país Maltês, ou outras que se recordam de ter ouvido em algum programa de televisão que falava sobre destinos paradisíacos. A Ilhota, como foi carinhosamente apelidada por brasileiros e nativos que vivem por lá, está situada entre o sul da Europa, ao norte da África e próxima a ilha Italiana Sicília.

A Ilha de Malta está entre os menores países europeus, mas é bastante populoso. A ilha fica bem no meio do Mar Mediterrâneo e é formada pelas ilhas de Gozo e Comino. A língua oficial do país é o Maltês, porém, 90% da população fala inglês, que é a língua cooficial do país.

O clima do país é divido em quatro estações bem definidas. O verão é quente e pode ultrapassar os 30 graus, e o inverno é frio com registros de geada e temperaturas batendo os zero graus. Porém, em todas as estações do ano o sol sempre aparece. Há registro que apenas 84 dias durante o ano a chuva aparece na ilhota.

É possível conhecer os principais pontos turísticos do país de carro. Mas quem preferir se locomover de ônibus em Malta, terá uma ótima experiência, tendo em vista que o transporte público do país é muito eficiente. Pegue um barco de Sliema para Valleta, ou então ferryboat para a ilha de Gozo e conheça mais das belíssimas paisagens de Malta. Para ter uma ideia do quanto o país é rico em belezas naturais e paisagens exuberantes, a UNESCO rotulou como Patrimônio Mundial nove locais da região.

A culinária Maltesa promete encantar os olhos e o paladar de quem se aventurar pela Ilhota. A gastronomia do local tem influência italiana e pela cozinha mediterrânea. Entre os principais ingredientes das receitas maltesas estão o queijo, o tomate, o peixe, o azeite de oliva e as massas folhadas. A comida mais clássica e fácil de ser encontrada no país é o Pastizzi, pequenos folhados salgados, recheados com ervilhas ou queijo. A iguaria é encontrada em praticamente todas as esquinas, mercados e padarias com um valor médio de EUR1,70.

Morar em uma ilha com forte influência italiana, no meio do mediterrâneo e cercado de paisagens expendidas é o sonho de muitos. Porém, o custo de vida de um país europeu pode pesar na hora de definir seu intercâmbio, não é mesmo? Não! Engana-se quem pensa que viver em Malta pode ser mais caro do que outros países europeus. Na verdade, o custo de vida da região é inferior ao de várias outras cidades da Europa.

A Estudar no Exterior possui parceria com escolas de alta qualidade em ensino em Malta. Quem sabe você não se apaixona por Malta e faz dessa Ilhota seu próximo destino?

Descubra mais sobre nossos pacotes para Malta e faça já seu orçamento!

 

por Jéssica Grings