E quando um intercâmbio não é suficiente?

Tags: dicas

21/05/2015

Se você já embarcou nessa uma vez vai entender, e se é marinheiro de primeira viagem existe uma coisa que precisa saber: Esteja preparado para ser o mais novo viciado em viagens!

Quem já fez intercâmbio quer fazer mais um sempre que sobra um tempo. O legal é que as opções vão além dos cursos de idiomas.

Você já ouviu falar nos cursos técnicos no exterior?

Para iniciar um curso técnico é necessário ter conhecimento avançado no idioma do país que optar e ensino médio completo. Nova Zelândia, Canadá, Irlanda e Austrália são alguns dos países que oferecem a opção de Técnico+Trabalho. As opções são bem variadas: administração, business, hotelaria, marketing e gastronomia são algumas das áreas que os técnicos abrangem. Os programas de Técnico+Trabalho oferecem ao estudante a possibilidade de conciliar trabalho e estudo durante o período do intercâmbio. A duração dos cursos é relativa, podendo ser de seis meses a dois anos.

Todos os técnicos dão ao estudante certificado, e em alguns casos os créditos ainda podem ser usados para conclusão do Bacharelado do estudante.

Existe uma infinidade de lugares para conhecer, de idiomas para falar e coisas para aprender. Só para de se especializar aquele que se acomoda, e para um intercambista acomodar-se é expressamente proibido.

Continuar a exercitar o segundo idioma, conhecer outras culturas e pessoas, fazer um segundo, terceiro ou quarto intercâmbio é continuar ampliando horizontes.