Aplicando seu visto

13/05/2015

Um dos motivos que deixa os intercambistas com medo e confusos é o visto, pois cada país tem suas regras e métodos para aprovação, mas não se desespere, separamos algumas dicas que irão lhe tranquilizar e ajudar na aplicação.

 

Qual a diferença entre ingressar pela imigração no exterior e solicitar um visto de entrada ainda no Brasil?

Para alguns destinos não é necessário solicitar visto com antecedência pois o processo é realizado na chegada do participante na imigração local, ainda no aeroporto. O que não significa que está garantida a sua entrada no país. Infelizmente há casos de pessoas que são deportadas por não atenderem às solicitações básicas de ingresso no país de Intercâmbio.

Já em outros países ou dependendo do tipo de programa, é necessário aplicar para o processo de visto ainda no Brasil. Em alguns casos é preciso atender à uma entrevista no consulado e providenciar inúmeros documentos.

 

IMPORTANTE: Ter recebido um visto no Brasil não é garantia de ingresso no país anfitrião. Muitas pessoas pensam que porque já estão em posse de um visto de entrada, não precisarão atender as solicitações na chegada à imigração. Da mesma forma que alguém que vai para um país onde não é exigido visto com antecedência, o participante que já tem o visto poderá ser solicitado a apresentar os documentos que seguem abaixo.

 

Quais são os documentos que costumam ser solicitados na chegada na Imigração?

Carta de aceitação da escola: Carta com a data do início do curso, endereço da escola e telefone de contato.

Comprovante de acomodação no exterior: Podendo ser reserva de hotel, declaração de convite completa e com todos os dados possíveis do anfitrião, carta de acomodação da escola.

Assistência médica internacional: Com cobertura reconhecida e aceita pelo país de intercâmbio.

Passaporte válido: Válido no mínimo até 7 meses depois do retorno do participante ao Brasil.

Comprovantes financeiros: Cartões de crédito e débito internacionais e valores em espécie na moeda local.

Comprovantes de vínculos no Brasil: Recomendado que o participante leve carta de empregador no Brasil, carta da universidade, se estiver cursando, cartões de visita e qualquer outra coisa que ateste que ele tem motivos para retornar ao seu país.

 

Tipos de perguntas que geralmente são realizadas na imigração:

Quanto tempo você vai ficar no país?

Qual o propósito da sua viagem?

O que você faz no Brasil?

Qual a quantia em dinheiro que você está trazendo?

Você conhece brasileiros ou cidadãos locais no país?

O que você pretende fazer e quais os locais que pretende visitar durante sua estadia no país?

 

Dicas de como agir na imigração:

Perguntas em inglês: Mesmo que os principais aeroportos possuam funcionários que falem português ou espanhol, você deve estar preparado para tentar responder as perguntas que serão feitas, possivelmente em inglês.

Manter a calma: O funcionário da imigração é uma autoridade e ele tem o poder de permitir a sua entrada ou deportá-lo.

Saiba responder de forma direta e objetiva: Não é necessário fazer rodeios, mas é importante que você saiba explicar os locais que pretende visitar e quantos dias você ficará em cada um.

Tenha um roteiro das coisas que pretende fazer: Na dúvida, entregue um roteiro escrito por você mesmo com as datas e locais que pretende visitar durante sua estadia no país, de preferência em inglês.

Responda somente o que lhe perguntarem: Às vezes os oficiais aparentam ser descolados e brincalhões para sondarem outros tipos de informações. Responda só o que lhe for perguntado.

Esteja preparado para mostrar sua bagagem: Isso é uma loteria do azar, mas o oficial pode pedir a você que se dirija a uma outra sala e abra a sua bagagem. Procure manter a calma.

Carta do empregador: Recomendamos que leve uma carta, de preferência em inglês, de seu empregador. Importante que essa carta tenha um telefone de contato ou mesmo um celular de alguém que confirme que você trabalha na empresa. Há casos em que a imigração liga para o Brasil para o telefone indicado para checar se a informação procede.

Pasta imigração: Faça uma pasta e coloque todos os documentos que poderão ser solicitados.

 

Aplicação do visto

Recomendamos a contratação de um despachante especializado para lhe auxiliar nesse serviço. Sua agência geralmente presta este serviço ou irá indicar alguém para faze-lo. Você precisará de alguns documentos fornecidos pela escola no exterior para dar entrada em seu processo de visto, contudo, recomendamos que não espere receber essas cartas para ir juntando a documentação necessária. Passaporte, Comprovante de vínculos entre outros solicitados podem ser providenciados antes do recebimento da sua carta de aceitação da escola. Você poderá fazer o visto por conta, mas se considerar o custo dos serviços de um despachante e o risco de você fazer algo errado, somando ainda a mão de obra e o tempo que você vai levar para aprender como fazer, sinceramente não recomendamos que você tente fazer por conta.

IMPORTANTE: É de única e inteira responsabilidade do participante providenciar o seu passaporte, observar as orientações acerca do visto apropriado para o seu intercâmbio (inclusive os de trânsito que se fazem necessários), as vacinas e as autorizações adequadas para o seu ingresso no país de intercâmbio. Também é de responsabilidade do participante compreender as exigências para a obtenção de seu visto e documentos exigidos para o ingresso no país do seu intercâmbio.

 

Além disso, o participante entende que deve:

Respeitar as leis do país onde irá estudar e observar o prazo máximo estipulado no visto que recebeu.

Estar com o seu passaporte em dia e com data de expiração superior a 7 (sete) meses a partir da data de retorno ao Brasil.

Providenciar toda a documentação necessária e preencher os formulários exigidos em tempo adequado para obtenção de seu visto ou ingresso no país.

Observar os vistos de trânsito ou ingresso à outros países que pretende visitar durante o intercâmbio.

Verificar se o tipo de visto recebido lhe permitirá deslocamentos internacionais.

A agência  e  a  operadora  não  têm  qualquer  tipo  de  responsabilidade  quanto  a renovação ou extensão de seu visto durante a realização de seu intercâmbio, apesar disso, normalmente oferecem serviços de rematricula e auxílio no serviço de renovação de visto. Consulte.